Mangá falsificado leva japonês para a prisão 

Nenhum resultado foi encontrado. There aren’t any results matching your search query.

À primeira vista, este mangá parece uma Shonen Jump comum, mas é uma falsificação fina. A edição 51 de 1984 da Weekly Shonen Jump contém o primeiro episódio de Dragon Ball.

Um mangá caro e falso

Ela é negociada a um preço alto entre os colecionadores. Takeshi Katahira (50), um executivo de Tóquio, foi preso por suspeita de violar a Lei de Direitos Autorais.

mangá

Segundo as autoridades, ele infringiu a lei ao vender o mangá falsificado online, no início de abril deste ano.

mangá

O comprador era um homem de 30 anos, da província de Ishikawa. Ele consultou a polícia e o incidente foi descoberto.

mangá

Em resposta à investigação policial, Katahira negou parcialmente as acusações. Ele disse que só vendeu o mangá por achar que era original.

Assine e receba os posts em seu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *