Japoneses são presos por venda de peixes geneticamente modificados

peixes

Cinco japoneses foram presos por criarem, sem autorização, peixes de aquário da raça medaka (ou peixe-zebra no Brasil) geneticamente modificados para brilharem.

Os peixes foram apreendidos

A suspeita é de que eles tenham violado a Lei de Cartagena, que regula a criação de organismos geneticamente modificados, e furtado os peixes de um laboratório universitário.

peixes

De acordo com a polícia de Tóquio, os medaka foram geneticamente modificados para fins de pesquisa e podem brilhar em vermelho sob luz ultravioleta.

peixes

Ainda não está claro qual era o objetivo final da criação desses peixes, nem quais possíveis consequências a violação da lei pode trazer para o meio ambiente e para a saúde pública.

peixes

As autoridades já apreenderam cerca de 1400 peixes geneticamente modificados. Dentre os cinco japoneses presos, o suspeito Tomio Masuda (67) é um dos principais envolvidos, mas ainda não há informações detalhadas sobre o papel de cada um dos demais suspeitos no caso.

Assine e receba os posts em seu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *