Japão planeja implantação de F-35 no sul para defesa de Senkaku

O Ministério da Defesa planeja realizar exercícios envolvendo os novos jatos F-35 e o porta-helicópteros Kaga, que está sendo convertido em porta-aviões

Japão planeja implantação de F-35 no sul para defesa de Senkaku

O Japão está considerando seriamente o posicionamento de novos caças F-35B stealth na ilha de Kyushu, ao sul do arquipélago, indicou o ministro da Defesa, Nobuo Kishi, sendo uma medida que reforçaria a dissuasão contra os ataques marítimos chineses cada vez mais frequentes no Mar da China Oriental.

A Base Aérea de Nyutabaru, da Força de Autodefesa Aérea, na província de Miyazaki, ao sul de Kyushu, “é certamente uma das principais candidatas”, disse Kishi a repórteres. Tóquio pretende colocar os aviões em serviço em 2024.

O posicionamento dos caças avançados em Kyushu os colocaria perto das Ilhas Senkaku, ao sudoeste do Japão, que são administradas por Tóquio, mas reivindicadas por Pequim. Nos últimos meses, assistiu-se a um aumento acentuado dos navios oficiais chineses que navegam perto das ilhas, e a recente legislação que posiciona a guarda costeira da China como uma força quase militar disparou o alarme em Tóquio.

O ministério vê o F-35B como um elemento-chave de sua estratégia de defesa para ilhas remotas devido à sua capacidade de decolagem curta e aterrissagem vertical. O programa de defesa de médio prazo do Japão prevê o acréscimo de 18 aviões às suas forças até o ano fiscal de 2023.