Japão foi mais atingido pelo clima extremo no ano passado

O Japão ficou em primeiro lugar em termos de fatalidades e perdas econômicas

Japão foi mais atingido pelo clima extremo no ano passado
Foto: Reuters

Uma organização ambiental da Alemanha revelou que o Japão foi o país mais atingido pelo clima extremo em 2018. O país experimentou fortes chuvas torrenciais e ondas de calor prolongadas no ano passado.

Cientistas da Germanwatch divulgaram as informações em uma conferência de mudanças climáticas da ONU, COP25 em Madri, Espanha. Em um relatório apresentado, a organização classifica os países de acordo com sua vulnerabilidade a eventos climáticos extremos. O Japão ficou em primeiro lugar em termos de fatalidades e perdas econômicas.

O ranking é resultado de chuvas torrenciais mortais que atingiram o oeste do Japão em julho, bem como do tufão Jebi, que atingiu o oeste do Japão em setembro, mantendo extrema força.

Além disso, grande parte do Japão foi atingida pelo calor extremo persistente em julho e agosto, com as temperaturas atingindo um recorde de 41,1 graus Celsius na cidade de Kumagaya, perto de Tóquio, em julho.

N15- 11-12-2019 - Cima extremo
Foto: Reuters