Japão enfrenta críticas na Espanha ao manter “vício em carvão”

O gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe aprovou uma estratégia de redução de emissões de gases de efeito estufa no início deste ano, mas não alterou o financiamento para o uso de carvão

Japão enfrenta críticas na Espanha ao manter “vício em carvão”
Ativistas protestam para exigir que o Japão pare de apoiar o uso de carvão, na conferência de mudanças climáticas da ONU (COP25) em Madri, Espanha. Foto: REUTERS

O ministro do Meio Ambiente do Japão sugeriu que seu país não tem planos de mudar sua política de geração de energia a partir do uso de carvão a curto prazo. Shinjiro Koizumi discursou na cúpula da ONU sobre mudanças climáticas na Espanha.

Koizumi disse: “Estou ciente das críticas globais, inclusive em nossas políticas relacionadas ao carvão. O secretário-geral Antonio Guterres pediu a interrupção do “vício em carvão”. Levei isso como uma mensagem para o Japão”. Koizumi completou: “Receio não poder compartilhar novos desenvolvimentos em nossa política de carvão hoje”.

Ele destacou os passos que o Japão deu para combater o aquecimento global, incluindo a redução de suas emissões de gases de efeito estufa por cinco anos consecutivos.

N20 - 13-12-2019 - Carvão
Ativistas protestam para exigir que o Japão pare de apoiar o uso de carvão, na conferência de mudanças climáticas da ONU (COP25) em Madri, Espanha. Foto: REUTERS