Idosa de Wakayama é presa por “hackear” caixa de autoatendimento em supermercado

Os idosos estão se adaptando tão bem as novos caixas de autoatendimento, que estão até cometendo crimes com a ajuda do sistema

Idosa de Wakayama é presa por “hackear” caixa de  autoatendimento em  supermercado
Desbravando o Japão

Pouco a pouco, caixas de autoatendimento têm surgido em lojas de conveniências e supermercados japoneses nos últimos anos. Com esses avanços, houve a preocupação com a população mais velha, se seriam capaz de aderir à nova tecnologia. No entanto, parece que alguns se adaptaram tão bem que utilizaram para entrar na vida do crime eletrônico. Este foi o caso de uma residente não identificada de 83 anos da cidade de Kainan, província de Wakayama, que agora enfrenta acusações de fraude eletrônica.

Quando os caixas de autoatendimento foram instalados no supermercado local, a compradora notou que o adesivo de “metade do preço” em seu item concedeu o desconto automaticamente. Percebendo que o adesivo por si só era a chave para fazer aquele scanner em particular lhe dar um desconto de 50%, ela simplesmente retirou um de outro produto e o colou em outro produto.

A emoção do crime cibernético tomou conta e ela fez isso repetidamente em várias visitas ao supermercado. No entanto, no dia 4 de dezembro, ela estava dando seu golpe mais ousado até agora, colando um adesivo pela metade em uma caixa de ovos no valor de 246 ienes, quando de repente foi surpreendida por um segurança, que a prendeu em um caixa. Sem que ela soubesse, o gerente foi muito meticuloso ao verificar os registros de vendas e percebeu que diversos itens estavam sendo vendidos com desconto, o que não deveria ocorrer.

No momento em que ela estava pronta para cometer o novo delito, ele já havia colocado guardas para monitorar os caixas e pegar qualquer um em flagrante. Depois de ser entregue à polícia, a mulher admitiu seus crimes passados ​​e presentes que totalizaram três incidentes, com base em sua trapaça mais recente, devem ter resultado em mais de 500 ienes em danos. No dia 6 de dezembro, ela foi libertada sob fiança e atualmente aguarda acusações formais contra ela.

Leia em Sora News 24 (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também