Honda deixará as corridas de Fórmula 1 após a temporada de 2021

A Honda deve se concentrar em pesquisa e desenvolvimento verde, incluindo veículos elétricos

Honda deixará as corridas de Fórmula 1 após a temporada de 2021

A Honda Motor está encerrando sua participação no Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA após a temporada de 2021, anunciou a empresa. A Honda citou seu foco nos esforços para alcançar a neutralidade de carbono até 2050 como o motivo, por meio de tecnologias como veículos elétricos e de célula de combustível.

“A Honda precisa canalizar seus recursos corporativos em pesquisa e desenvolvimento para as áreas de tecnologias de energia e unidade de força do futuro”, disse a montadora japonesa em um comunicado. A Honda voltou às corridas de F1 em 2015, sua quarta incursão no esporte fornecendo unidades de potência, incluindo motores para a equipe McLaren. Até o final da temporada 2021 da F1, ela estará trabalhando com as equipes Red Bull Racing e Scuderia AlphaTauri.

A Honda relatou um prejuízo líquido de 80,8 bilhões de ienes (770 milhões de dólares) no trimestre de abril a junho, à medida que os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus aumentaram. “Embora muitos dentro da empresa acreditassem que deveríamos continuar a competir, decidimos que deveríamos usar os recursos de nossos engenheiros no meio ambiente”, disse o presidente e CEO Takahiro Hachigo em uma entrevista coletiva online.

A Honda pretende que os veículos eletrificados, como os híbridos, respondam por dois terços de suas vendas globais por volta de 2030. Quando anunciou sua saída das corridas de F1, ela também revelou uma nova meta para atingir a neutralidade de carbono – ter emissões zero de carbono – em 2050.