Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão

Ghost of Tsushima consegue o equilíbrio entre jogabilidade e autenticidade? Eu digo que sim. Aqui está o porquê

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão

Jogos de videogame baseados em eventos históricos da vida real são um grande negócio atualmente. Assassin’s Creed Odyssey, que se baseou em figuras da vida real da história da Grécia antiga para criar uma narrativa fictícia, é um dos meus jogos recentes favoritos. Quando vi Ghost of Tsushima sendo chamado de “Assassin’s Creed, mas no Japão feudal“, eu sabia que tinha que dar uma olhada.

Não decepcionou.

Ghost of Tsushima se passa no ano de 1274 durante a primeira invasão mongol do Japão. Você joga como Jin Sakai, um senhor samurai da Ilha de Tsushima que vive para proteger suas terras e seu povo da horda mongol. Mas quanto dessa história fascinante realmente aconteceu?

Bem, vamos dar uma olhada em alguns pontos-chave.

Os mongóis realmente invadiram a ilha de Tsushima?

Ghost of Tsushima
Os 80 samurais de Tsushima enfrentaram 8.000 mongóis.
Foto: Sucker Punch Productions

Os mongóis de fato invadiram o Japão em 1274 (e novamente em 1281), mas o fizeram sob lideranças diferentes.

Não havia nenhum líder mongol conhecido como Khotun Khan.

Embora Genghis Khan fosse pai de um grande número de filhos e netos – as estimativas sugerem que 0,5% da atual população mundial descende dele – não há registro de que ele tenha um neto chamado Khotun. Foi Kublai Khan que liderou as invasões mongóis do Japão no século 13. Kublai Khan era neto de Genghis Khan, mas talvez seja mais conhecido por suas conquistas na China, onde ganhou o título de Shizu, Primeiro Imperador da Dinastia Yuan.

Os mongóis rapidamente dominaram o samurai de Tsushima.

Embora os nomes em Ghost of Tsushima sejam diferentes da verdadeira história, a cinemática de abertura do jogo, retratando uma última posição heroica do samurai Tsushima na praia de Komoda, é precisa. Foi aqui que Sukekuni So, líder do Clã So, e cerca de 80 guerreiros samurai fizeram uma heroica resistência final contra mais de 8.000 mongóis invasores. Eles sabiam que não tinham chance. No entanto, So e seus homens atacaram a cavalo diretamente contra os invasores.

Hoje, um monumento ergue-se na praia de Komoda, em homenagem a todos aqueles que deram suas vidas em defesa da ilha.

Como retratado em Ghost of Tsushima, os mongóis rapidamente dominaram o samurai de Tsushima, ganhando o controle total da ilha em apenas alguns dias.

Os mongóis eventualmente chegaram até a baía de Hakata, na moderna Kyushu, mas conta-se que antes uma forte tempestade tenha dizimado sua frota. Contando suas bênçãos, alguns japoneses da época chamaram essa tempestade de “vento divino” ou kamikaze em japonês.

Jin Sakai e Lord Shimura eram pessoas reais?

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão 1
Se ele é um fantasma, como é que ainda posso vê-lo?
Foto: Sucker Punch Productions

Muito parecido com seu homólogo mongol, Jin Sakai, o fantasma titular de Tsushima, e seu tio, Shimura, Senhor Samurai de Tsushima, são personagens inteiramente fictícios, criados apenas para o jogo. Embora tenha havido um clã samurai Sakai ao longo da história do Japão, eles não existiam até o final do século 14, pelo menos 100 anos após os eventos do jogo.

Embora esses personagens nunca tenham existido, muitos de seus traços e de seus camaradas são altamente indicativos de pessoas que viveram nessa época.

Um jogo que captura o espírito do que significa ser um samurai.

Por exemplo, no início de sua aventura, Jin busca o conselho do Sensei Ishikawa, um mestre do arco e flecha.

Na verdade, o personagem do Sensei Ishikawa está muito mais próximo de como era um samurai em 1274 do que Jin Sakai. Estes foram os dias antes da espada curva “katana” se tornar a arma escolhida pelo samurai. A armadura também era muito mais leve e menos elaborada nessa época. Como Ishikawa, a maioria dos samurais daquela época preferia o combate à distância que vinha com um arco e flechas, em vez de se aproximar de seus inimigos.

Tsushima no século 13 era realmente assim?

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão 2
“Devo salvar meu povo da horda mongol … mas primeiro, missão paralela!”
Foto: Sucker Punch Productions

O cenário da ilha de Tsushima é talvez onde o jogo é mais preciso em sua representação da época em questão. Os designers de Ghost of Tsushima claramente fizeram suas pesquisas na criação de locais e assentamentos que refletem o período Kamakura.

Os santuários Inari, fontes termais naturais e florestas exuberantes inspiram-se claramente nos relatos de como Tsushima seria naquela época. A sensação de mau presságio que você tem, enquanto perambula pelas florestas e campos, esperando ser atacado a qualquer momento por bandidos, ronin ou invasores também deve ter sido uma preocupação para os residentes de Tsushima naquela época.

Embora fizesse parte do Japão, a Tsushima do século 13 também estava bastante isolada do resto do país. Isso aparece bem no diálogo do jogo, onde os personagens costumam falar do “continente” como um reino distante e misterioso.

Os samurais eram realmente obcecados pela honra?

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão 3
A honra era mais importante do que a vitória?
Foto: Sucker Punch Productions

O retrato que o jogo traz da hierarquia e da política do samurai também é bastante preciso.

Embora o governante de fato de Tsushima, o tio de Jin, Lord Shimura, nunca tenha realmente existido, seu personagem é baseado naqueles que existiram. Nesse ponto da história japonesa, a maioria das regiões ou grandes cidades teria um senhor em um castelo que supervisionaria toda a área e reprimiria rapidamente qualquer dissidência.

No entanto, não foi até os séculos 16 e 17 que esses senhores apareceram como Shimura é representado no jogo.

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão 4
“Seria uma honra pelo menos bater primeiro, mas … não.”
Foto: Sucker Punch Productions

No entanto, o medo e a sensação de futilidade que os cidadãos de Tsushima sentem ao longo deste jogo, em face de probabilidades aparentemente impossíveis, também seriam verdadeiros naquele tempo. Os mongóis eram a força de combate mais bem equipada e letal de sua época.

Conforme retratado no jogo, a invasão de Tsushima foi a primeira vez que pólvora, munições e explosivos simples foram usados em uma guerra fora da China. Enfrentá-los em batalha deve ter sido totalmente aterrorizante para o povo de Tsushima, com suas espadas, arcos e flechas simples.

E por falar em combate …

Jin Sakai luta como um verdadeiro samurai?

Ghost of Tsushima, onde o jogo acerta e onde erra sobre o passado do Japão 5
Os ninjas fazem melhor?
Foto: Sucker Punch Productions

Esta é uma pergunta um pouco complicada e a resposta simples é: sim e não.

A guerra cada vez mais suja de Jin contra os mongóis está talvez mais próxima da realidade quando o vemos se envolver em furtividade e subterfúgio, derrubando inimigos à distância ou de surpresa.

O combate real de espadas entre os samurai do século 13 era uma ocasião rara. O Samurai daquele tempo sempre preferiu o arco à espada. Durante o jogo, você pode ver por que isso faz sentido. Você prefere estar perto e com uma espada, ou matando com segurança os inimigos à distância?

Além disso, os 4 estilos diferentes de ataques de espada de Jin são tão elegantes quanto totalmente irrealistas.

Ele se inspira em filmes japoneses famosos, como Seven Samurai, de Akira Kurosawa.

Os elaborados movimentos de giro, salto e varredura que nosso herói emprega em muitos de seus ataques são muito frouxos e abertos para serem práticos. Embora pareça ótimo na tela, um samurai real sempre favoreceria ataques curtos e diretos.

Hoje em dia, qualquer pessoa que tenha praticado ou observado outros praticando Kendo saberá o que quero dizer. Balançar a espada bem acima da cabeça ou girá-la é uma passagem unilateral para empalamento rápido. Falo como um observador da arte, na mesma academia onde treino Brazilian Jiu-Jitsu, acontecem treinos de Kendo.

Considerações finais

A melhor qualidade de Ghost of Tsushima é, sem dúvida, sua atmosfera. A combinação de pistas musicais e de áudio usando instrumentos japoneses autênticos com visuais absolutamente deslumbrantes mergulham genuinamente o jogador no passado do Japão.

Ele se inspira em filmes japoneses famosos, como Sete Samurai de Akira Kurosawa, Ran e outros filmes clássicos de samurai. O jogo ainda tem um “modo Kurosawa” opcional, onde você joga em preto e branco, e um filtro é aplicado à tela para dar a sensação de cinema autêntica dos anos 1950.

Pode não passar como fonte em seu próximo artigo de história, mas se você está procurando um jogo que capture o espírito do que significava ser um samurai e aquele tremendo sentimento intangível que nos faz amar o Japão, então vá em frente!

Onde Comprar Ghost Of Tsushima

O jogo está disponível no site da Rakuten (para quem está aqui no Japão), ou na Playstation.com.

Takara Stefens

Takara Stefens é Gaúcho de nascimento, alma e coração, cidadão do mundo por opção. É pai, professor, escritor, amante da vida e de tudo que é belo. Também escreve lá no Nihon Daisuki Tchê. Acompanhe nas mídias sociais através dos links acima (ou abaixo)!

Deixe uma resposta

Leia mais posts relacionados