Festival online fala sobre o futuro do mangá e anime

Durante o festival, artistas falaram sobre os problemas enfrentados durante a pandemia e discutiram soluções

Festival online fala sobre o futuro do mangá e anime

O Festival Internacional de Manga Anime foi realizado online. Artistas e pesquisadores de mangá e anime falaram sobre o futuro das duas indústrias e compartilharam as dificuldades que enfrentam na realização de eventos durante a pandemia do coronavírus. Durante uma sessão sobre como realizar eventos na era COVID-19, o chefe de um evento de vendas de mangás auto publicado, falou sobre as medidas necessárias para tais eventos.

Nakamura Kimihiko, que organiza a venda no local de obras auto publicadas, disse que todos os participantes entregam suas informações de contato e espaços de exposição maiores são reservados para observar o distanciamento social. Ele também observou que a disseminação do vírus obrigou muitos eventos a serem cancelados e isso causa prejuízos financeiros às gráficas.

Em uma sessão sobre a situação fora do Japão, a especialista em mangá Shiina Yukari, que leciona na Tokyo University of the Arts, falou sobre o rápido aumento das vendas de mangás japoneses nos Estados Unidos. Ela disse que as histórias em quadrinhos que foram adaptadas como anime estão ganhando popularidade, à medida que a exibição de anime está aumentando nos Estados Unidos graças aos serviços de streaming.

Um serviço de smartphone originário da Coreia do Sul foi abordado em uma sessão e considerado popular nas regiões de língua inglesa. Ao usar o serviço, os leitores podem rolar a tela para baixo para ler o mangá. Um participante disse que há uma chance para os criadores de mangá japoneses participarem do serviço.

Veja também

Assine nossa newsletter