Defensores on-line do uso de maconha são presos

Em todo o mundo, parece haver uma atitude cada vez mais branda em relação ao consumo de maconha, com muitos governos legalizando totalmente a substância. No entanto o Japão não se mexeu um centímetro no que diz respeito à maconha e também não dá sinais de fazer isso no futuro

Defensores on-line do uso de maconha são presos

Recentemente ocorreu a prisão de um homem Kanagawa de 32 anos e uma mulher de Tóquio de 37 anos. Eles teriam admitido a acusação de violar a Lei Relativa às Disposições Especiais para a Lei de Controle de Narcóticos e Psicotrópicos, Questões para a Prevenção de Atividades que Encorajam Condutas Ilícitas e outras Atividades Envolvendo Substâncias Controladas através da Cooperação Internacional – em tradução livre.

Ao que tudo indica, os dois foram acusados por entrarem em conflito com a parte encorajando condutas ilícitas, pois eles postaram mensagens como “fumar pela primeira vez em muito tempo é demais” e “a erva com certeza é o melhor” nas redes sociais. As postagens tiveram cerca de 800 mensagens pró-erva e foram relatadas à polícia. Ainda assim, para a maioria das pessoas, falar sobre fumar o entorpecente é um motivo muito inesperado para ser preso no Japão e a maioria dos comentários expressou sua surpresa.

De acordo com o artigo 9 daquela lei: “Uma pessoa que publicamente agitar ou incitar à prática de um crime relacionado a drogas ou abuso de uma droga regulamentada está sujeita a pena de prisão de até três anos ou multa de até 500 mil ienes (cerca de 4,76 mil dólares)”. Em comparação, a Lei de Controle de Narcóticos e Psicotrópicos regular diz que portar maconha pode fazer com que você fique até sete anos atrás das grades e de um a dez anos se o infrator estiver vendendo a droga.