Declaração da pandemia da OMS não vai mudar o plano das Olimpíadas de Tóquio

Um assessor do primeiro-ministro Shinzo Abe expressou uma certa cautela, dizendo que a declaração da OMS pode criar a sensação de que o mundo não está em posição de realizar as Olimpíadas

Declaração da pandemia da OMS não vai mudar o plano das Olimpíadas de Tóquio

O Japão fará os preparativos para a realização das Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio, como previsto, apesar da Organização Mundial da Saúde caracterizar, um dia antes, o surto de coronavírus como uma pandemia, disse o principal porta-voz do governo.

“Não há mudança na posição do governo de que faremos os preparativos para os Jogos de Tóquio, conforme planejado, mantendo contato próximo com o Comitê Olímpico Internacional, os organizadores e o governo metropolitano de Tóquio”, disse o secretário-geral do gabinete, Yoshihide Suga, em entrevista coletiva.

Ecoando a posição do governo, executivos do comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio de 2020 disseram que realizariam os eventos poliesportivos neste verão, conforme planejado. “Nada mudou significativamente. Estamos trabalhando com as organizações envolvidas na preparação para os jogos”, disse uma autoridade sênior.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, expressou preocupação de que a declaração de pandemia possa afetar as discussões sobre a realização dos Jogos de Tóquio, mas acrescentou: “Não há como os jogos serem cancelados”.

N33 - 16-03-2020
O primeiro-ministro Shinzo Abe e a governadora de Tóquio Yuriko Koike conversam sobre o coronavírus e as Olimpíadas no escritório de Abe em Tóquio.
Foto: KYODO