Combate à Vespa Mandarina, começa mais cedo e preocupa japoneses 

Vespa
Nenhum resultado foi encontrado. There aren’t any results matching your search query.

Essas vespas possuem o instinto de serem atraídas por tons escuros, o que as faz atacar até mesmo câmeras. O vespeiro sob o beiral de uma casa na cidade de Yoshimi, na província de Saitama, revela o quão agressivas e venenosas as vespas mandarinas podem ser, com um ferrão que mede cerca de 7 milímetros e cuja picada pode levar à morte.

As Vespas são um problema

O exterminador Hayashi, contratado para removê-las, foi imediatamente atacado ao se aproximar. Inicia-se, então, uma batalha acalorada entre o exterminador e as vespas. Em apenas 2 minutos, ele pulveriza o inseticida e remove o vespeiro.

Vespa

De acordo com o solicitante, o vespeiro foi descoberto pela primeira vez há cerca de 3 semanas. Hayashi percebeu uma anormalidade no tamanho do vespeiro, pois normalmente encontra ninhos desse tamanho em meados de julho. Além disso, o número de solicitações de remoção também aumentou para 5 a 8 casos por dia, atingindo o pico mais cedo. Por que isso está acontecendo?

Vespa

Segundo o Prof. Masato Ono, da Faculdade de Agricultura da Universidade Tamagawa, que estuda as vespas mandarinas, este ano a temperatura tem subido desde antes do feriado Golden Week, fazendo com que as rainhas comecem a construir seus ninhos mais cedo do que o normal. Como resultado, as operárias estão nascendo e se tornando ativas precocemente.

Vespa

Um produtor de uvas foi picado por uma vespa no início do mês passado. Ele relatou: “A vespa pousou em cima do meu boné e eu não percebi. Quando toquei a parte de baixo do meu dedo indicador, senti uma picada bem dolorosa. Era apenas o início de junho, e não estava preocupado com isso, então não estava usando luvas.” Com o calor do verão, é necessário tomar precauções suficientes contra o aumento da atividade das vespas.

Assine e receba os posts em seu email

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais posts