Cidade japonesa corta 800.000 tulipas para evitar aglomerações

As tulipas foram cortadas nos dias 14 a 15 de abril, após consultas entre a cidade e a associação de turismo local, preocupadas com a disseminação do novo coronavírus

Cidade japonesa corta 800.000 tulipas para evitar aglomerações

Parte da série Coronavírus, em 354 posts

Nesta época do ano, em circunstâncias normais, a Praça Sakura Furusato, na cidade de Sakura, na província vizinha de Chiba, está lotada de turistas, que migram para a área para participar da Sakura Tulip Festa. Este festival de flores exibe milhares e milhares de tulipas em plena floração , estendendo-se em uma exibição deslumbrante de cor sob um autêntico moinho holandês , construído para marcar 400 anos de amizade entre o Japão e os Países Baixos. Veja no vídeo abaixo:

No entanto, este ano todo o país foi colocado em Estado de Emergência, sendo pessoas solicitadas a evitar passeios não essenciais, na tentativa de impedir a rápida disseminação do coronavírus. Como resultado, a Sakura Tulip Festa foi cancelada para 2020, mas, infelizmente, não impediu as pessoas de virem ver as flores e de acordo com a Sakura City, que administra a praça, cerca de 400 pessoas foram vistas no local no dia 11 de abril, no primeiro final de semana depois que o primeiro-ministro Shinzo Abe declarou o estado de emergência na prefeitura de Chiba. Isso ocorreu apesar do cancelamento do festival e do fechamento do estacionamento.

Como as tulipas iriam atingir sua floração máxima no último final de semana, a cidade tomou a difícil decisão de cortar todas as tulipas no campo, o que significa que cerca de 800.000 tulipas de 100 variedades diferentes foram cortadas no auge.

A cidade diz que a decisão de cortar todas as tulipas foi lamentável, mas manter as flores teria sido perigoso, pois inevitavelmente atrairia uma multidão ao local. Pessoas elogiaram a decisão da cidade, com muitas expressando tristeza pelo agricultor encarregado de dizimar as flores inocentes, que sacrificaram suas vidas para salvar as pessoas de si mesmas.

Leia em Sora News 24 (Oona McGee - Inglês)

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *