Chefe financeiro do Japão diz que não há planos para distribuição de mais dinheiro aos residentes

Mesmo que o Partido Liberal Democrata tenha feito uma proposta exigindo que uma segunda rodada de doações em dinheiro fosse feita, o Ministro negou

Chefe financeiro do Japão diz que não há planos para distribuição de mais dinheiro aos residentes

O Ministro das Finanças japonês, Taro Aso, que rejeitou os pedidos de alguns legisladores do partido no poder para uma segunda rodada de doações em dinheiro às famílias como parte dos esforços para impulsionar os gastos pessoais afetados pela pandemia do coronavírus.

“As (primeiras) doações em dinheiro foram dadas depois que uma declaração de Estado de Emergência que foi expandida para todo o país (no dia 16 de abril)”, disse Aso em entrevista coletiva. “Agora a declaração foi removida e a situação é diferente de então”.

O governo distribuiu 100 mil ienes a todos os 126 milhões de residentes do Japão, incluindo cidadãos estrangeiros, em maio. O Estado de Emergência terminou no dia 25 de maio.

O governo do Primeiro-ministro Yoshihide Suga está considerando um novo pacote econômico com o objetivo de impulsionar o consumo, de acordo com fontes do governo, com alguns legisladores de seu Partido Liberal Democrata exigindo que inclua uma segunda rodada de doações em dinheiro generalizadas, desta vez de 50 mil ienes por pessoa.