Campanha Stay home levanta preocupações com alcoolismo

Especialistas em saúde temem um aumento da dependência de álcool, enquanto as pessoas ficam presas em casa durante a nova pandemia. As vendas de bebidas alcoólicas parecem apoiar essas preocupações

Campanha Stay home levanta preocupações com alcoolismo

Sob os pedidos do governo de ficar em casa para impedir a propagação do vírus, a população mundial teve suas vidas viradas de cabeça para baixo. Agora, muitas pessoas estão se abstendo de se aventurar em compras ou entretenimento e ainda estão preocupadas de que uma crise econômica, relacionada ao vírus, possa resultar em desemprego.

Segundo as principais cervejarias, as vendas de cerveja e outras bebidas direcionadas a restaurantes e outras empresas, foram menores em março do que no mesmo período do ano anterior.

No entanto, a demanda por bebidas alcoólicas em lata, destinadas ao consumo individual tem aumentado. Por exemplo, as vendas de alguns produtos “imitação de cerveja”, com açúcar reduzido, aumentaram 2 a 3 por cento em março, disseram as cervejarias.

Depois que o governo declarou estado de emergência para sete prefeituras em 7 de abril, as redes sociais foram inundadas com postagens sobre as bebidas. Um post dizia: “o número de vezes que saio e encontro outras pessoas diminuiu, apenas meu consumo de bebidas alcoólicas e meu peso aumentaram”, em outro: “agora eu bebo cinco vezes por semana, embora anteriormente consumisse álcool uma vez a cada dois ou três meses”.

N31 - 14-05-2020

Veja também

Assine nossa newsletter