Até 350 mil arquivos foram roubados em ataque à gigante dos jogos Capcom

A Polícia da Prefeitura de Osaka começou a questionar os funcionários da Capcom sobre como o ataque se desenrolou e está investigando o caso

Até 350 mil arquivos foram roubados em ataque à gigante dos jogos Capcom

Os hackers possivelmente roubaram cerca de 350 mil arquivos em um recente ataque à gigante dos jogos Capcom Co., incluindo informações pessoais, dados sobre empresas clientes e documentos internos, conforme anunciou a empresa no dia 16 de novembro.

De acordo com a Capcom, os dados que podem ter vazado incluem nomes, endereços e detalhes de contato de clientes individuais; os nomes, endereços e ações dos acionistas; documentos relativos ao desenvolvimento e vendas de produtos da própria empresa; e arquivos de recursos humanos sobre funcionários.

O ciberataque foi lançado por um grupo de hackers que se autodenomina Ragnar Locker, que exigiu um resgate em moeda virtual. Fontes disseram que foi confirmado que o grupo usou um vírus ransomware no ataque.

“Pedimos profundamente desculpas pelos problemas que causamos aos nossos clientes e todas as outras partes relacionadas. Vamos nos esforçar ainda mais para fortalecer nossos sistemas de gestão e lidar com aspereza com quaisquer ações criminosas”, disse a Capcom em um comunicado.