A cidade em Aichi visa dar aos cães de serviço ‘abandonados’ uma segunda vida

A cidade é um dos poucos municípios que hospeda um centro de treinamento de cães de serviço e começou a solicitar doações de imposto para financiar as taxas de imunização para cães abandonados

A cidade em Aichi visa dar aos cães de serviço ‘abandonados’ uma segunda vida
Desbravando o Japão

A cidade de Nagakute, na província de Aichi, está utilizando o sistema de doação de imposto para cidade natal furusato nōzei para apoiar uma segunda chance para cães que não conseguem se tornar animais prestadores de serviço. Atualmente, não há apoio público para esses cães, de acordo com a Japan Service Dog Association. “Há pessoas que precisam desses cães abandonados”, disse um funcionário de Nagakute, buscando doações para eles.

Os cães que prestam serviços auxiliam pessoas com deficiência, como cadeirantes, ajudando-os a abrir portas e a trocar de roupa. Os cães candidatos recebem treinamento durante cerca de 18 meses, segundo a associação. Aproximadamente 30 candidatos são treinados para se tornarem cães-guia por ano no país, mas 70 a 80% deles são considerados inadequados.

Durante o treinamento, eles podem obter apoio financeiro dos municípios para alimentação e imunização. No entanto, o auxílio é rescindido se eles não forem qualificados. São necessários cerca de 200 mil a 300 mil ienes por cão por ano, de acordo com a associação. Em 2020, cerca de 8,7 milhões de ienes foram doados no final de dezembro.

Alguns cães abandonados se envolvem ativamente em terapia assistida por animais para crianças que estão hospitalizadas durante muito tempo, de acordo com a autoridade da associação Ayumi Isogai. “Eles não são cães perdedores. Encontraremos uma segunda chance para eles”, disse Isogai.

Leia em Japan Times (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também