80% dos sinais de trânsito audíveis para cegos são silenciados para apaziguar os residentes no Japão

Associações que representam pessoas com deficiência visual estão convocando o governo central a aumentar as medidas de segurança no trânsito

80% dos sinais de trânsito audíveis para cegos são  silenciados para apaziguar os residentes no Japão

Mais de 80% dos sinais de pedestres acessíveis no Japão – semáforos que também emitem sons para permitir que os pedestres com deficiência visual saibam quando é seguro atravessar a via – têm sua função de produzir som desativada por pelo menos parte do dia, descobriu uma pesquisa do Mainichi Shimbun com as 47 forças policiais das províncias do país.

A pesquisa revelou que muitos dos sinais, também chamados de sinais sonoros de pedestres, só emitem sons durante o dia, muitas vezes devido à reclamações dos residentes. No entanto, ocorreram acidentes graves envolvendo pedestres com deficiência visual, incluindo pelo menos uma morte, durante os momentos em que a função de ruído dos sinais foi desligada.

Todas as forças policiais da província do Japão responderam à pesquisa até dezembro de 2020. Os resultados mostraram que, no final do ano fiscal de 2019, havia 208.152 semáforos no Japão, dos quais apenas 24.367 eram sinais sonoros de pedestres. Um total de 20.445, ou 84% deles, foram configurados para não emitir sons durante parte ou mesmo o dia todo.

A pesquisa também descobriu que houveram pelo menos 77 acidentes de trânsito com ferimentos ou fatais envolvendo pedestres com deficiência visual desde 2015. Vinte deles ocorreram em travessias de pedestres sem sinais sonoros e pelo menos dois aconteceram durante as horas em que a função sonora foi alterada.