Universitária é espionada por cerca de um ano no Japão 

universitária

Uma estudante universitária de 20 anos foi espionada por cerca de um ano por um homem de 43 anos chamado Keita Haritani, que foi preso sob acusações de invadir o quarto dela e cometer atos obscenos.

O suspeito ficou sabendo que a universitária era bonita

Ele teria entrado na casa da vítima, tocado seu corpo e fugido. O suspeito foi detido depois que um vizinho relatou ter visto um homem entrando no quarto da estudante e a polícia encontrou um buraco no teto, supostamente feito por Haritani.

universitária

Posteriormente, a polícia descobriu que uma parede entre a sala da estudante e o sótão de Haritani havia sido quebrada e que o suspeito havia entrado no quarto dela várias vezes usando uma escada caseira.

universitária

Ele também perfurou dois pequenos buracos para espioná-la com uma câmera. Haritani confessou que quebrou a parede para tocar no corpo da vítima e alegou ter ouvido falar de uma “mulher bonita” vivendo lá.

universitária

Durante todo esse comportamento criminoso, um parente que morava no apartamento com ele não notou nada de estranho em sua casa.

universitária

Assine e receba os posts em seu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *