Tradição de 700 anos no Japão ocorre após mudanças para evitar maus-tratos a cavalos 

maus-tratos

A tradicional cerimônia de “Ageuma Shiji” na província de Mie, que havia enfrentado críticas por supostos maus-tratos a animais, foi drasticamente revisada e realizada este ano.

O fim dos maus-tratos

Designada como um patrimônio cultural da província de Mie e com uma história de aproximadamente 700 anos, esta cerimônia originalmente envolvia cavalos ultrapassando uma parede em uma colina para prever a safra daquele ano.

maus-tratos

No entanto, no ano passado, um cavalo ficou gravemente ferido e teve que ser sacrificado, resultando em críticas por abuso animal. Em resposta, foram tomadas medidas de melhoria este ano. A parte da parede, também conhecida como ‘barreira’, foi derrubada, e equipes de resgate foram posicionadas próximas à colina para prontidão em caso de ferimentos. Antes da cerimônia, os cavalos foram treinados no percurso e um exame detalhado foi realizado.

maus-tratos

No dia da cerimônia, a derrubada da parede trouxe uma grande mudança. Os cavalos participantes subiram a colina sem incidentes. Embora originalmente o desafio de ultrapassar a parede fosse o cerne do evento, os espectadores expressaram sentimentos de nostalgia pela antiga tradição, mas concordaram que a mudança foi aceitável e emocionante.

maus-tratos

Embora haja uma certa nostalgia, parece que a mudança foi bem-sucedida. No entanto, isso também demonstra uma rivalidade um pouco menor. A província de Mie supervisionou o evento através de seu departamento de segurança animal, mas não houve confirmação de grandes ações sob a Lei de Proteção Animal.

maus-tratos

Enquanto isso, no local, grupos de proteção animal protestaram, resultando em confrontos com o público e intervenção policial. Os organizadores afirmaram que continuarão a revisão do evento, levando em consideração a opinião de especialistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *