Tóquio entra para programa de subsídio de viagens e descontos são aumentados para 50%

Os habitantes de Tóquio representam cerca de 10% da população do Japão e espera-se que ao estimular suas viagens, isso ajude a impulsionar o turismo em todo o país

Tóquio entra para programa de subsídio de viagens e descontos são aumentados para 50%

Tóquio tornou-se parte do programa governamental de subsídio a viagens domésticas no dia 1º de outubro, quando a quantidade de assistência oferecida aos viajantes em meio à pandemia do coronavírus foi aumentada para cobrir até metade dos custos totais.

Uma iniciativa semelhante para promover o consumo em lanchonetes também teve início no mesmo dia, em que os pontos foram atribuídos às pessoas que reservaram lugares para serem usados ​​na próxima vez que comerem em um restaurante que aderiu ao programa. A campanha Go To Travel foi lançada em julho, mas as viagens de e para Tóquio foram inicialmente excluídas devido ao alto número de novas infecções por coronavírus na época.

Tóquio “tem uma grande participação no mercado nacional de viagens, com viagens de Tóquio levando cerca de 20% e aquelas para Tóquio cerca de 10%”, disse o secretário-chefe do gabinete, Katsunobu Kato, em entrevista coletiva, expressando esperança de que o programa expandido ajude a reviver a indústria de turismo.

O programa de 1,35 trilhão de ienes (12,8 bilhões de dólares), ficará em vigor até janeiro e originalmente, oferecia um desconto de 35% nos custos de hotel e pacotes turísticos. Um desconto adicional de 15% vem na forma de cupons que podem ser usados ​​para fazer compras ou em restaurantes durante as viagens. O desconto geral é limitado a 20 mil ienes por pessoa por noite e a 10 mil ienes para uma viagem de um dia.