Taxa de criminalidade no Japão é a menor do pós-guerra

Apesar da taxa, a Era Heisei, que durou 30 anos, viu um aumento na violência doméstica, abuso de crianças e crimes praticados por idosos

Taxa de criminalidade no Japão é a menor do pós-guerra
Foto: nathan-fertig-y0HerwKQLMk-unsplash

O relatório anual divulgado pelo Ministério da Justiça mostrou que a taxa de criminalidade do país caiu para a menor no pós-guerra no ano de 2018.

O número total de atos criminosos cometidos em 2018 caiu para 817.338, declinando pelo 16º ano consecutivo. O número é aproximadamente um quarto do número registrado no ano de pico de 2002, segundo o relatório.

As autoridades disseram que o número total de violações em 2018, incluindo direção imprudente, totalizou cerca de 1,23 milhão, comparado a 1,67 milhão em 1989. O número aumentou constantemente até 2002, quando atingiu o pico de 2,79 milhões.

Mas, apesar da diminuição geral do crime, as estatísticas mostram um aumento da violência doméstica contra os cônjuges desde 1999, com o número de pessoas presas por essas acusações totalizando 8.229 em 2018. O número foi quase 12 vezes maior que em 1989.

Além disso, o relatório afirma que o problema do abuso infantil cresce desde 2014, com mortes de alto perfil surgindo nos últimos anos. O número de pessoas presas por abuso infantil foi de 1.149 em 2018, passando de 242 em 1989.

Funcionários do ministério também destacaram as ofensas sexuais como um problema premente. Em 2018, 1.307 casos foram denunciados à polícia, um aumento de 17,9% em relação ao ano anterior, refletindo uma revisão de 2017 do Código Penal que eliminou a exigência de que uma vítima registrasse uma queixa criminal antes que um caso pudesse ser processado.