Quarentena no Japão agora tem um mascote

Quarentena no Japão agora tem um mascote

O Japão é tão apaixonado por mascotes que até a quarentena do coronavírus ganhou um. Trata-se do Quaran, criado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão.

O Japão é tão apaixonado por mascotes que até a quarentena do coronavírus ganhou um. Trata-se do Quaran, criado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão antes do surto de coronavírus, parece uma pequena fada e surge em tamanho real quando faz as suas aparições públicas.

Um mascote é um personagem criado para representar uma empresa, evento ou campanha de forma divertida e dinâmica. Pode ser um animal, pessoa ou objeto muito carismático, cuja identificação com o público ajuda a transmitir sua mensagem.

Quarentena no Japão agora tem um mascote 1
Foto: arquivo mt.gov.br

Quem não lembra do Zé Gotinha?

Até hoje ele ainda ajuda muitos pais na hora de dar as “saborosas” gotinhas de vacinação para crianças.

Quem não lembra da Família Folha, famosa em Curitiba, no Paraná, que popularizou a frase “lixo que não é lixo”, incentivando a separação do lixo reciclável em casa? 

Os mascotes interagem com as pessoas, ajudando na comunicação e divulgação de campanhas. Aqui no Japão, cada cidade tem o seu. Algumas tem até mais de um.

Osaka, por exemplo, tem 40 mascotes!

Até mesmo o exército, a marinha e a força aérea japonesas também têm seus mascotes! 

Em japonês os mascotes são chamados de yuru-kyara, uma combinação das palavras yurui que significa “solto” ou “relaxada”, e kyara, “personagem”.

Quarentena no Japão agora tem um mascote 2
Foto por whtc.com

Os mascotes ajudam a humanizar as campanhas através da identificação com o público. Criam uma espécie de vínculo emocional, o que faz com que os valores e ideias da empresa sejam absorvidos de forma muito mais eficaz.

Este ano, além dos mascotes das Olimpíadas e Paraolimpíadas, Miraitowa e Someity, surgiu aqui no Japão o Quaran, trazendo consigo uma mensagem importante. 

O Quaran foi criado para promover o trabalho do Escritório de Informações de Quarentena, que está sob a alçada do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar. Sua parte traseira tem a forma da letra Q, a mesma letra que ele traz em sua testa.

Dizem os criadores que o mascote viaja pelo mundo rapidamente com suas asas. Ele usa óculos de proteção e que ajudam a detectar doenças infecciosas, enxerga a importação de alimentos proibidos e outras violações. Seu escudo é uma ferramenta para proteger o cidadão de todas as coisas perigosas.

Quarentena no Japão agora tem um mascote 3

Ele pode ser encontrado principalmente no aeroporto, especialmente perto dos pontos de entrada. Até o momento, muitas viagens foram canceladas e é melhor limitar as viagens ao mínimo.

Amensagem do Quaran é a seguinte: “Fique em casa o máximo que puder, pratique o distanciamento social e todos superaremos esse momento desafiador juntos.” 

Jaqueline Kuriu é praticante de Kyudo, a arqueria tradicional japonesa, e estudante de japonês. Atualmente mora em Tóquio, mas nasceu em Curitiba, onde se formou em Educação Física pela UFPR. Trabalhou com dança e atividades culturais, e realizou palestras sobre arte, música, cultura e viagens.

Veja o perfil completo de Jaqueline Kuriu