Desempregado é preso por furtar cerca de 50 estátuas de tanuki no Japão

O furto dos tanuki levou o idoso para a cadeia

Desempregado é preso por furtar cerca de 50 estátuas de tanuki no Japão
Desbravando o Japão

Receba os posts por email assim que foram publicados

Um homem de 74 anos foi preso na cidade de Imizu, na província de Toyama, por roubar uma estatueta de tanuki da entrada de uma casa. Ao realizar uma busca na casa do suspeito, cerca de 50 figuras dos cães-guaxinim japoneses foram encontradas.

A tradição dos tanuki

Kiyoharu Okinishi, residente da cidade de Takaoka, é suspeito de roubar pelo menos outras duas estatuetas, no valor de 2.000 ienes, de duas casas em Imizu no mês passado. Durante seu interrogatório, ele disse: “confesso que roubei uma estatueta de tanuki, mas não sei se roubei as outras”.

tanuki

Casos semelhantes de furtos dessas estatuetas sendo relatados frequentemente na cidade a polícia tenta ligar os crimes com o suspeito. Segundo o folclore japonês, os guaxinins travessos podem se transformar em pessoas e objetos, apesar de muitos travessos, trazem sorte ligada a bens materiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também