Todo Dia JP – Conteúdo relevante para os brasileiros no Japão – Alguns direito reservados

Polícia pede às pessoas bêbadas que parem de dormir no meio da rua

Uma das coisas interessantes sobre a língua japonesa é que, combinando diferentes caracteres kanji, você pode criar novas palavras para descrever novos desenvolvimentos sociais. Por exemplo, você pode pegar – estrada, – na – e – dormir – e alinhá- los para formar uma nova palavra: 路上寝, que seria lido como rojone ou “dormindo na rua”. Apesar de ser muito incomum ver alguém dormindo no meio da rua em Tóquio, o costume é bastante frequente na província de Okinawa.

Embora Okinawa tenha uma cultura particularmente única entre as regiões do Japão, o rojone não é algo antigo, baseado no estilo de vida tradicional da ilha de Ryukyu. Em vez disso, é um fenômeno moderno e praticado por pessoas bêbadas, muitas vezes depois de caírem ou deitarem na rua. Em 2019, a Polícia da Província de Okinawa recebeu 7221 denúncias de rojone, e não apenas de pessoas deitadas nas calçadas ou encostadas na calçada como travesseiro. Às vezes, eles dormem bem no meio das ruas e 16 rojone foram atingidos por carros, e pelo menos três deles morrendo nas colisões. “Eu nunca tinha ouvido o termo antes de me mudar para cá”, disse Tadataka Miyazawa, que se juntou à Polícia da Província de Okinawa em dezembro passado.

Então, por que o rojone acontece com mais frequência em Okinawa? Autoridades de saúde e segurança têm algumas teorias. Em primeiro lugar, ao contrário de outras partes do Japão, o clima tropical de Okinawa o mantém confortavelmente quente durante todo o ano, enquanto tentar dormir em uma calçada de Tóquio em dezembro você vai congelar. As personalidades descontraídas dos okinawanos também foram consideradas um fator contribuinte, assim como a bebida local, com alto teor de álcool conhecida como awamori.

Apesar dos apelos generalizados para ficar em casa e o distanciamento social neste ano, a polícia em Okinawa recebeu 2702 casos de rojone entre janeiro e junho, quase o mesmo número daquele período em 2019. Em resposta, a polícia disse que vai fazer cumprir com mais rigor a lei contra o rojone e espera que a multa de 50 mil ienes seja suficiente para convencer que não se deve abusar da sorte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *