polícia

Polícia japonesa enfrenta ação judicial por perfilamento racial de estrangeiros

Três cidadãos japoneses de origem estrangeira, residentes no país, entraram com uma ação no Tribunal Distrital de Tóquio buscando pôr fim ao perfilamento racial praticado pela polícia ao abordar estrangeiros.

As provas contra a polícia

A ação baseia-se em relatos coletados de estrangeiros em Tóquio e outras regiões, além de um manual da Polícia da Província de Aichi destinado a jovens policiais, que ilustra claramente o problema.

polícia

O manual orienta que “estrangeiros estão sujeitos às leis de imigração, delitos relacionados a drogas e leis sobre armas de fogo. Temos a firme convicção de que qualquer pessoa reconhecida como estrangeira e que não fale japonês está fadada a cometer algum tipo de ato ilícito”.

polícia

O perfilamento racial tem se destacado como uma questão internacional nos últimos anos, com a ONU tomando medidas para combatê-lo e autoridades americanas no Japão emitindo alertas nas redes sociais.

polícia

No entanto, o governo japonês argumenta que não há uma política organizacional para abordagens policiais baseadas em raça ou cor da pele, negando a existência de uma operação sistemática desse tipo na polícia.

polícia

Os responsáveis pela ação enfatizam a necessidade de uma mudança na maneira como estrangeiros e pessoas sem características étnicas japonesas são tratados, defendendo a construção de uma sociedade guiada por valores, não pela aparência.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *