Polícia alerta sobre novo golpe relacionado a viagens

Histórias comoventes, de viajantes perdidos e aflitos, são o pano de fundo de golpes aplicados recentemente

Polícia alerta sobre novo golpe relacionado a viagens

Na noite de 13 de setembro, uma mulher de 18 anos havia acabado de terminar seu turno em seu emprego de meio período em Fukuoka, a maior cidade da ilha de Kyushu, no sudoeste do Japão. Enquanto ela caminhava para casa, ela foi abordada por um homem que disse que precisava de sua ajuda: “Eu vim de Kumamoto no Shinkansen, mas esqueci de pegar minha mala quando desci do trem”, explicou. Ele também disse que alguém havia roubado o dinheiro de sua carteira e que ele queria um empréstimo de 51 mil ienes para conseguir algo para comer, um quarto de hotel para passar a noite e uma passagem para casa no próximo dia.

Com pena dele, a mulher foi a um caixa eletrônico, sacou de sua conta bancária o valor solicitado e entregou ao homem. Em troca, ele escreveu seu nome e número de telefone em um pedaço de papel para servir como uma promissória. Porém, dias depois, a mulher ligou para o número para acertar o pagamento, e uma pessoa completamente diferente atendeu o telefone, que não tinha conhecimento do homem ou de sua dívida para com a mulher. Percebendo que havia sido enganada, a mulher contatou a polícia e descobriu que ela estava longe de ser a única vítima desse golpe em Fukuoka.

Em outro incidente, no final de junho, um estudante de 18 anos foi abordado por um homem no Terminal Rodoviário de Hakata, no centro, que alegou estar preso em Fukuoka sem dinheiro suficiente para comprar uma passagem de volta para a província de Oita, cerca de duas horas a leste de Fukuoka de ônibus. O estudante deu ao homem 5000 ienes e então ele ficou surpreso quando o mesmo homem se aproximou dele com a mesma história no mesmo terminal de ônibus em setembro. Felizmente, os dois golpistas dos incidentes acima foram identificados e presos e admitiram as acusações. O golpista do terminal de ônibus disse: “Eu tinha esquecido que meu alvo era alguém que eu já enganado”.

A delegacia de Polícia da Prefeitura de Fukuoka afirmou que desde julho recebeu dezenas de relatos de pessoas que tiveram encontros semelhantes, com estranhos se aproximando e fingindo serem viajantes perdidos em necessidade de ajuda em monetária e desaparecem após receberem o dinheiro.