Operador da Tokyo Disneyland cortará bônus de inverno em 70% devido à pandemia

Será a primeira vez que a empresa cortará o pagamento de bônus, que os funcionários das empresas no Japão normalmente veem como parte de seus salários

Operador da Tokyo Disneyland cortará bônus de inverno em 70% devido à pandemia

A operadora do Tokyo Disney Resort Oriental Land Co. disse que cortará os seus pagamentos de bônus semestrais para cerca de 4000 funcionários em 70% neste inverno em relação ao plano inicial, devido a uma queda acentuada na receita após a nova pandemia de coronavírus.

Quanto às pessoas que trabalham nas atrações do parque temático, como dançarinos que tiveram suas horas de trabalho drasticamente reduzidas devido à capacidade operacional reduzida e suspensões de shows ao vivo, a empresa lhes oferecerá opções como transferências dentro da empresa e aposentadoria antecipada, disse Oriental Land.

A empresa também está considerando um corte adicional de pagamento para seus executivos após a decisão em junho de reduzir sua remuneração em 10 a 30% por 10 meses até março. A Oriental Land fechou os parques Disneyland e Disney Sea no final de fevereiro e retomou suas operações a partir do dia 1º de julho, com horários reduzidos e com menos de 50% de sua capacidade.

A empresa registrou um prejuízo líquido de 24,87 bilhões de ienes (234 milhões de dólares) no trimestre abril-junho, com as vendas caindo 94,9% para 6,16 bilhões de ienes no período de três meses devido ao fechamento de quatro meses.