Olimpíadas de Tóquio: sem uma vacina, será difícil dos jogos ocorrem ano que vem, diz chefe da associação médica do Japão

O atraso de um ano dos Jogos Olímpicos de 2020, anunciado no mês passado, foi um grande golpe para o Japão, que já havia gasto 13 bilhões de dólares em preparação para o evento

Olimpíadas de Tóquio: sem uma vacina, será difícil dos jogos ocorrem ano que vem, diz chefe da associação médica do Japão

Parte da série Olimpíadas de Tóquio, em 51 posts

Será difícil para Tóquio sediar os Jogos Olímpicos no próximo ano, a menos que haja uma vacina eficaz contra o novo coronavírus que causa o COVID-19, disse o chefe da Associação Médica do Japão (JMA).

“Não estou dizendo que o Japão deveria ou não sediar as Olimpíadas, mas que seria difícil fazê-lo”, disse o presidente da JMA, Yoshitake Yokokura, em uma entrevista coletiva.

Yokokura também pediu ao país que aumente o teste de vírus, que, segundo ele, não é amplo o suficiente para julgar se as taxas de infecção estão caindo. Ele também culpou a falta de vestidos e outras roupas de proteção por espalhar o vírus nos hospitais.

N71 - 30-04-2020
Uma tela de contagem regressiva para as Olimpíadas de Tóquio,
nos arredores da Estação Shinbashi, em Tóquio
Foto: KYODO

Leia em Japan Times (Inglês)

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *