O coronavírus faz a taxa de suicídios do Japão despencar

Ironicamente, parece que a pandemia tem ajudado indiretamente. Mais pessoas passaram a acreditar que vale a pena viver

O coronavírus faz a taxa de suicídios do Japão despencar
Desbravando o Japão

Parte da série Coronavírus, em 356 posts

A primavera é quando começa o ano escolar e os negócios no Japão, e o estresse e o medo de voltar a um ambiente emocionalmente doloroso, ou ter que começar do zero depois de ser forçado a entrar em um novo, podem levar as pessoas a um estado mental sombrio.

Mas o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar anunciou que o número de suicídios ocorridos no Japão em abril caiu quase 20%, em comparação com o mesmo mês de 2019. Segundo as estatísticas do ministério, 1814 pessoas tiraram a vida em abril de 2019. Para abril de 2020, porém, o número caiu 19,8% , para 1455 pessoas, que é o menor para abril nos últimos cinco anos.

Como menos pessoas estão indo diariamente para a escola ou o local de trabalho, houve menos contato com os colegas de classe e os colegas de trabalho intimidadores, além de menos interação direta com figuras de autoridade irracionais e indiferentes, além de um menor tempo gasto em uma atmosfera prejudicial à saúde mental. O ministério acredita a diminuição dessas pressões diárias, está afetando positivamente as pessoas que, de outra forma, poderiam estar entrando em depressão e ansiedade, pondo em risco suas vidas.

Obviamente, 1455 pessoas que tiram suas próprias vidas em abril ainda é preocupante. Mas a mudança para baixo é encorajadora da mesma forma e, talvez, se as opções de trabalho/estudo em casa permanecerem em vigor, mesmo após o término da pandemia, o Japão continuará vendo melhorias na taxa de suicídios.

Leia em Sora News 24 (Casey Baseel - Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também