Novo visto de trabalho totaliza apenas 1.621 no Japão

O status de residente para Trabalhador qualificado nº 1, permite que estrangeiros trabalhem em 14 setores por até cinco anos

Novo visto de trabalho totaliza apenas 1.621 no Japão

O número de residentes estrangeiros no Japão com um novo visto de trabalhador qualificado totalizou 1.621 até 31 de dezembro de 2019, informou a agência de imigração, ficando muito aquém da meta do programa no primeiro ano, embora o número tenha aumentado em mais de sete vezes desde o final de setembro, ficou muito atrás do número máximo de 47.550 estrangeiros que o governo japonês espera obter no país até o final de março de 2020.

O Japão criou o novo sistema de vistos no dia 1º de abril de 2019, para atrair mais trabalhadores do exterior para lidar com a escassez aguda de mão de obra devido ao envelhecimento de sua população e à taxa de natalidade em declínio, marcando uma importante mudança de política em relação às regras de imigração tradicionalmente estritas.

Os vietnamitas responderam por 910 desses novos vistos, seguidos pelos indonésios, com 189 e filipinos, com 111, de acordo com a Agência de Serviços de Imigração, que divulga o número a cada três meses. Aichi liderou a lista das províncias com a emissão de 127, sendo que Saitama ficou em segundo com 112 e Osaka em terceiro com 103.

Para se qualificar para o visto, o solicitante deve passar por exames de habilidade e testes no idioma japonês ou ter participado do programa técnico interno do Japão por pelo menos três anos.

N37 - 19-02-2020