Nintendo espera lucro anual recorde devido à pandemia

As vendas totais de software da Nintendo aumentaram 71% na primeira metade do atual ano fiscal, para mais de 100 milhões de cópias, com 20 títulos de jogos vendendo mais de um milhão de cópias

Nintendo espera lucro anual recorde devido à pandemia
Desbravando o Japão

A Nintendo anunciou que espera um lucro líquido recorde para o ano que termina em março de 2021, devido a um aumento na demanda por seu popular console de jogos Switch e o título de sucesso Animal Crossing: New Horizons, já que a pandemia de coronavírus manteve as pessoas em casa.

Após registrar lucros recordes nos primeiros seis meses do ano, a gigante japonesa revisou para cima sua meta de lucros para o ano inteiro. Ela espera que o lucro líquido ultrapasse o recorde estabelecido em 2009, saltando 16% para 300 bilhões de ienes (2,8 bilhões de dólares) em relação ao ano anterior. Ela também espera que a receita cresça 7%, para 1,4 trilhão de ienes e que o lucro operacional aumente 27%, para 450 bilhões de ienes, em relação ao ano anterior.

Anteriormente, a empresa previa que o lucro líquido cairia 22%, para 200 bilhões de ienes e a receita cairia 8%, para 1,2 trilhão de ienes em relação ao ano anterior. Ela esperava que o lucro operacional caísse 15%, para 300 bilhões de ienes. O CEO da Nintendo, Shuntaro Furukawa, explicou durante sua conferência de lucros que o “sucesso do Animal Crossing trouxe muitos novos clientes” para a empresa. “As vendas de nosso hardware e software continuam fortes e estamos bem preparados para as festas de fim de ano”, acrescentou.

A Nintendo divulgou o maior lucro líquido de sua história na primeira metade de seu ano financeiro, registrando um aumento de 243% para 213 bilhões de ienes em comparação com o mesmo período do ano passado. A receita cresceu 73%, para 769 bilhões de ienes, enquanto o lucro operacional saltou 209% para 291 bilhões de ienes.

Leia em Asia Nikkei (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também