Mulheres podem comprar a pílula do dia seguinte sem receita médica no Japão

Os procedimentos para obtenção de anticoncepcionais de emergência no país são tão burocráticos, que o nome “pílula do dia seguinte” não é um termo adequado

Mulheres podem comprar a pílula do dia seguinte sem receita médica no Japão

No Japão uma mulher só pode obter pílulas anticoncepcionais de emergência se ela tiver uma receita. Isso requer uma consulta/exame médico e, quando todos esses protocolos forem liberados, provavelmente não será mais na manhã seguinte ao sexo.

No entanto, isso vai mudar. O serviço de notícias Kyodo relata que o governo japonês decidiu revisar o regulamento e permitirá a compra de pílulas do dia seguinte nas farmácias sem receita.

Dados os esforços de longo prazo do governo japonês para aumentar a infame baixa taxa de natalidade do Japão, uma mudança no sentido de facilitar o acesso a anticoncepcionais de emergência pode surpreender alguns. Mas enquanto o governo gostaria de ver mais bebês nascendo, ele quer que esses bebês sejam de gestações planejadas, ou pelo menos desejadas.

A nova política segue o lobby de organizações de bem-estar juvenil e grupos de defesa de violência sexual no Japão, que denunciaram a necessidade das mulheres de uma receita, enquanto dezenas de outros países em níveis semelhantes de desenvolvimento não têm essa exigência. Espera-se que o levantamento da exigência de prescrição ocorra em 2021