Japonês é condenado a 20 chicotadas por estupro em Singapura

chicotadas
, ,

Anuncie

Um tribunal de Singapura condenou um homem japonês a 20 chicotadas por estupro.

As chicotadas e a condenação

Segundo o juiz, a agressão foi brutal e cruel, exigindo uma punição rigorosa. O julgamento do ex-cabeleireiro japonês ocorreu no dia 1º de Cingapura.

O homem foi acusado de agressão sexual contra uma estudante universitária local, entre outros crimes. Além das chicotadas, ele foi sentenciado a 17 anos e 6 meses de prisão, sendo a primeira vez que um japonês recebe tal pena em Singapura.

O advogado de defesa declarou: “Em Singapura, a pena de chicotadas é comum em casos de estupro. O tribunal aceitou quase todas as alegações da acusação, e as 20 chicotadas são uma punição muito severa.” A quantidade de chicotadas foi um ponto de debate no julgamento.

chicotadas

“O réu não acreditava que a vítima estava resistindo, achando que havia consentimento. A defesa solicitou 8 chicotadas, mas o tribunal considerou a ação forçada e de natureza maliciosa,” explicou o advogado.

As chicotadas são aplicadas de maneira diferente em Singapura. Uma vez confirmada a sentença, o condenado vive em constante medo, pois nunca sabe quando a punição será executada. Quando informado, a aplicação ocorre dentro da prisão.

A embaixada japonesa em Singapura alerta sobre os cuidados a serem tomados, já que as chicotadas causam ferimentos graves e dor intensa, dificultando até mesmo o sono. A defesa planeja discutir possíveis apelações com o réu.

Assine e receba os posts em seu email

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *