Japão relaxa a regra de aglomeração para que mais pessoas frequentem disputas esportivas e cinema

O governo decidirá se manterá a regra após novembro, ao revisar as novas tendências de infecção por coronavírus e influenza sazonal, de acordo com as autoridades

Japão relaxa a regra de aglomeração para que mais pessoas frequentem disputas esportivas e cinema
Foto: L.T.K.

O Japão relaxou a regra que limita o tamanho das multidões em jogos esportivos profissionais, cinemas e outros eventos, em mais um sinal de um retorno gradual às atividades sociais e econômicas em níveis pré-pandêmicos do coronavírus. Um jogo de beisebol profissional entre o DeNA BayStars e o Yomiuri Giants no Yokohama Stadium atraiu um total de 13106 espectadores, tornando-se a primeira vez que o número de espectadores em eventos esportivos nacionais ultrapassou a marca de 10 mil desde o início do vírus.

Tanto o Nippon Professional Baseball quanto a J-League do futebol realizaram partidas com mais de 10 mil espectadores depois que o governo elevou o limite de 5 mil pessoas para grandes eventos, permitindo que os órgãos esportivos os realizassem com até 50% da capacidade.

T Joy Co., que opera cerca de 20 complexos de cinemas em todo o Japão, e vários mini-teatros começaram a permitir que todos os lugares nos locais fossem reservados nas primeiras exibições no sábado. Mas as grandes cadeias de cinemas Toho Cinemas e Aeon Cinema, bem como operadores de shows e concertos ao vivo, decidiram manter a restrição de 50% em vigor por enquanto.

“É importante equilibrar a prevenção da infecção e a promoção das atividades econômicas”, disse o Ministro da Revitalização Econômica, Yasutoshi Nishimura. “Facilitar as restrições (em eventos esportivos e culturais) representaria um grande passo em direção a esse objetivo”, disse Nishimura, que também é responsável pela resposta à pandemia do coronavírus a repórteres durante uma visita à província de Oita, oeste do Japão.