Japão considera o uso de Inteligência Artificial para tomar decisões políticas rápidas

Coletar e analisar dados sobre sérios desafios globais, incluindo a nova pandemia, por meio de métodos convencionais levaria anos,
e reforça a necessidade do uso de inteligência artificial

Japão considera o uso de Inteligência Artificial para tomar decisões políticas rápidas

O governo está considerando a introdução de um sistema de análise de big data baseado em inteligência artificial desenvolvido por uma empresa americana, para permitir decisões políticas mais rápidas, segundo fontes do governo. A mudança reflete o progresso em tecnologias de IA e planos da administração do primeiro-ministro Yoshihide Suga para promover a digitalização. O sistema de análise de big data em questão foi desenvolvido pela Palantir Technologies Inc., fundada em 2003. “Estamos mantendo conversações com Palantir nas áreas de defesa, segurança nacional e gestão comercial”, disse um funcionário.

Um aumento recente em equipamentos que podem ser desviados para uso militar, como os drones, está tornando um desafio para o Japão rastrear a distribuição de peças e componentes relacionados. O governo também enfrenta a necessidade de coletar e analisar um grande volume de dados sobre o novo coronavírus. A tecnologia da Palantir “pode ​​ajudar a resolver questões nacionais”, disse Koichi Narasaki, diretor executivo da unidade japonesa da empresa nos Estados Unidos, aparentemente com a crise do coronavírus em mente.

O sistema desenvolvido pela Palantir integra e analisa dados espalhados por uma grande organização em um curto espaço de tempo. Seus clientes incluem as principais instituições financeiras dos Estados Unidos e da Europa, e organizações governamentais dos Estados Unidos, como a Central Intelligence Agency, o Departamento de Defesa e o Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

Coletar e analisar dados sobre sérios desafios globais, incluindo a nova pandemia de coronavírus, por meio de métodos convencionais levaria anos, e uma crise nacional poderia ocorrer antes da conclusão do trabalho, disse Narasaki, sinalizando que Palantir está pronta para pedir às agências governamentais japonesas que adotem seu Sistema de análise de big data baseado em IA antecipadamente. Ele também indicou que a empresa deseja fazer contribuições ao governo nas políticas macroeconômicas e fiscais.