Japão anuncia sua primeira paraquedista mulher

As unidades da Força de Autodefesa Terrestre agora estão abertas para mulheres, com exceção das que se ocupam de tarefas consideradas prejudiciais à gravidez

Japão anuncia sua primeira paraquedista mulher
Foto cortesia do Ministério da Defesa

Em breve, o Japão receberá sua primeira paraquedista, uma mulher de 31 anos que terminou formalmente o treinamento e deve ingressar na 1ª Brigada Aérea da Força de Autodefesa Terrestre (sigla em inglês GSDF).

A Sargento Reina Hashiba participou de uma cerimônia de conclusão no Camp Narashino, na província de Chiba, leste de Tóquio, junto com cerca de 100 membros do sexo masculino e será designada para a única brigada aérea do GSDF, com sede no campo, em 16 de março, de acordo com o GSDF.

“Acho que haverá mais membros do sexo feminino que tentarão participar”, disse Hashiba, acrescentando que trabalhará duro na unidade de paraquedistas de elite.

A questão de gênero, de mulheres ingressarem na unidade, foi levantada em 2017, mas requer que as mulheres tenham a mesma aptidão física que os homens e efetivamente, impediram muitas mulheres de ingressar. O número de mulheres nas Forças de Autodefesa tem aumentado e havia cerca de 16.000 mulheres no final do ano fiscal de 2018, representando cerca de 7% do total de 226.000.

N14 - 06-03-2020
Foto: Kyodo News