Hotéis e universidade oferecem estadias gratuitas, para estrangeiros que ficaram presos no Japão

Alguns hotéis e uma universidade estão oferecendo acomodação gratuita, aos estrangeiros que estão presos no Japão, porque seus países de origem fecharam as fronteiras devido a disseminação do coronavírus

Hotéis e universidade oferecem estadias gratuitas, para estrangeiros que ficaram presos no Japão

O Kaname Inn Tatemachi, um hotel no popular ponto turístico de Kanazawa, no centro da província de Ishikawa, no Japão, chegou a contratar empréstimos bancários no total de 80 milhões de ienes para ajudá-lo a fornecer assistência. Sua operadora disse que espera “reembolsar estrangeiros que vieram ao Japão para passear”. O hotel forneceu um período de hospedagem gratuita a um viajante holandês no final de março e, desde então, recebeu um número crescente de consultas de turistas e estudantes estrangeiros.

Em meados de maio, o hotel havia sido contatado por cerca de 50 grupos de estrangeiros, incluindo a dupla argentina, German Colodro, de 31 anos, e Cecilia Citra, 29 anos, que estão no local desde o dia 6 de maio. Depois de chegarem ao Japão em setembro passado, com vistos de trabalho válidos por um ano, os dois estavam trabalhando na província de Nagano, no centro do Japão, até serem dispensados ​​pelo empregador devido ao coronavírus. Os argentinos conseguiram encontrar um novo emprego em um resort em Okinawa, apenas para perdê-lo quando a pandemia viu o número de turistas despencar na prefeitura da ilha sul. Incapaz de voltar para casa, os dois finalmente conseguiram um lugar para ficar no hotel Kanazawa depois que a Embaixada da Argentina transmitiu detalhes sobre o assunto.

Vendo as difíceis circunstâncias enfrentadas pelos estrangeiros, Hiroshi Hosokawa, presidente da Slacktide Co., operadora do hotel Kanazawa, lançou uma campanha chamada Room for Rescue para convidar operadores de hotéis com idéias semelhantes a oferecer acomodações gratuitas. Até o momento, três fornecedores de acomodações administrados por duas operadoras em Tóquio aderiram à campanha. “Deve haver muitos estrangeiros no Japão em circunstâncias semelhantes”, disse Hosokawa. “Acho que, principalmente, o governo deve tomar a iniciativa, mas farei o que puder”. O hotel Kanazawa planeja continuar o serviço gratuito pelo menos até o final deste mês (o nome do hotel ainda consta no site da campanha).

Enquanto isso, a Universidade de Osaka, no oeste do Japão, oferece estadias gratuitas a três estudantes e pesquisadores estrangeiros em acomodações no campus até que seus países suspendam as proibições de entrada. “Quando estudei no exterior quando estava no ensino médio, as pessoas me ajudaram lá. Naturalmente, é uma questão de ajudarmos uns aos outros em tempos difíceis”, disse Chikako Sakiyama, pesquisador do Centro de Pesquisa em Física Nuclear da universidade estatal, que iniciou a assistência.

Hotéis e universidade oferecem estadias gratuitas, para estrangeiros que ficaram presos no Japão 1
A recepção do hotel Kaname Inn Tatemachi
Foto: Site oficial Kaname Inn Tatemachi