Homem é preso após andar em um supermercado com uma máscara de macaco

Estamos vivendo um momento onde máscaras são essenciais e já fazem parte do dia a dia ao redor do mundo, mas esse caso curioso levou o japonês à prisão

Homem é preso após andar em um supermercado com uma máscara de macaco

Saber se a moda japonesa é ousada ou conservadora não tem uma resposta simples. Sim, no que diz respeito aos gostos básicos, a maioria das pessoas não gosta de padrões altos ou cores chamativas. Mas ainda há limites para o que você pode usar sem assustar as pessoas, como demonstrado pelo que aconteceu na cidade de Tomakomai, província de Hokkaido. Era uma tarde de domingo quando a polícia recebeu uma ligação incomum de um cidadão preocupado.

E não, não era uma máscara para se proteger de vírus com adornos ou desenhos de macaco, mas uma máscara de macaco mesmo, estilo Planeta dos Macacos. Muitas lojas no Japão têm políticas que proíbem a cobertura completa do rosto, como capacetes com viseira para motociclistas, para prevenção de crimes, o que poderia ter sido um fator para o contato com a polícia.

Quando os policiais fizeram uma busca na área, eles encontraram um homem de 65 anos sentado com uma sacola ao lado e a máscara de macaco em cima da sacola. Ao revistar a bolsa, eles encontraram um estilete, e o homem foi preso por violação da Lei de Controle de Armas de Fogo e Espadas, que, entre outras coisas, limita o tamanho dos instrumentos de lâmina que podem ser transportados sem uma finalidade válida especificada.

O homem diz ser um operário da construção civil que chegou a Tomakomai depois de terminar os trabalhos em Sapporo, cerca de 65 quilômetros ao norte, para pegar a balsa no porto da cidade. Quanto ao estilete, ele diz que o usou no trabalho há um mês e depois se esqueceu de tirá-lo da bolsa. No entanto, nada disso explica por que ele estava andando pelo supermercado com uma máscara de macaco e relatórios policiais indicam que o homem não parecia estar embriagado, sendo assim, o motivo para o cosplay permanece desconhecido.