Fornecedores de alimentos são impactados pelo fechamento das escolas devido ao coronavírus no Japão

O fechamento de emergência de escolas no Japão começou na segunda-feira. A medida visa manter as escolas fechadas até o fim regular da primavera, no início de abril

Fornecedores de alimentos são impactados pelo fechamento das escolas devido ao coronavírus no Japão

O cancelamento repentino de pedidos relacionados a merenda escolar para março, provavelmente forçará algumas empresas a descartar os alimentos já comprados para entrega no mês. Os operadores das escolas “são grandes clientes de pequenas empresas nas áreas rurais”, disse um açougueiro na região de Tohoku, no nordeste do Japão.

O açougueiro disse que um governo municipal cancelou repentinamente um acordo de ¥ 2 milhões em março. Ele não tem idéia do que fazer com a carne que ele já comprou. “Ouvi dizer que o governo subsidiará licenças de trabalho para trabalhadores que tiraram uma folga devido ao fechamento da escola, mas o que operadores de negócios como nós devem fazer?” o homem disse, mostrando sua raiva.

O Nagatoshi Milk de Dazaifu, província de Fukuoka, fornece cerca de 70% de seu leite para almoços escolares. “Entregamos cerca de 120.000 garrafas de leite por dia para almoços escolares”, disse Satoshi Hasegawa, diretor da empresa. “As vendas esperadas de 65 milhões de ienes desapareceram quando os pedidos para março foram cancelados”, disse Hasegawa, 65 anos.

Para evitar o desperdício de alimentos o governo municipal da cidade de Ichinomiya, na província de Aichi, realizou na segunda-feira um evento para vender frutas e verduras que a cidade havia encomendado para almoços escolares a preços abaixo do normal. Cerca de 200 kg de nabo, 180 kg de cenoura e entre outros alimentos foram vendidos no dia.

Fornecedores de alimentos são impactados pelo fechamento das escolas devido ao coronavírus no Japão 1
Imagem: Kyodo