Estudo revela que “silêncio” do Japão sobre as vacinas contra o HPV causará 11.000 mortes por câncer

O HPV é o vírus do papiloma humano, causa verrugas genitais em ambos os sexos e câncer cervical em mulheres. A cada ano, cerca de 10.000 japonesas são diagnosticadas com câncer, enquanto 3.000 morrem

Estudo revela que “silêncio” do Japão sobre as vacinas contra o HPV causará 11.000 mortes por câncer

Uma decisão do governo de parar de recomendar que as adolescentes recebam uma vacina contra o HPV provavelmente resultará em quase 11.000 mortes por câncer de colo do útero, se não for revertida, de acordo com um estudo em uma prestigiosa revista médica, The Lancet Public Health. O estudo apontou que esta política levaria a mais de 24.600 casos de câncer cervical que poderiam ter sido evitados.

“Se o governo retomar a promoção da vacina contra o HPV no Japão, nosso estudo mostra que poderíamos evitar a maior parte dessa perda de vidas”, disse o coautor do estudo Sharon Hanley, professor da Universidade de Hokkaido. Usando a população japonesa e dados médicos e a incidência prevista de câncer do colo do útero, o estudo descobriu que, se nada mudar, haverá 10.800 mortes evitáveis ​​por câncer do colo do útero nos próximos 50 anos.

A vacina contra o HPV tem gerado uma disputa política no Japão, onde reivindicações de efeitos colaterais levaram o governo a interromper a recomendação ativa da vacinação em junho de 2013.

Em 2009, a adoção foi rápida quando a vacina foi introduzida no Japão, com a imunização atingindo cerca de 70% em meninas adolescentes. No entanto, a taxa de vacinação caiu para menos de 1%, depois que o Ministério da Saúde suspendeu sua recomendação ativa, após relatos de efeitos colaterais, incluindo dores musculares, distúrbios do sono e sensibilidade à luz e ao som. As meninas de 12 a 16 anos ainda podem receber vacinas gratuitas contra o HPV no sistema nacional de saúde, se solicitarem.

Estudo revela que "silêncio" do Japão sobre as vacinas contra o HPV causará 11.000 mortes por câncer 1
Uma aluna da sexta série da cidade de Otawara, na província de Tochigi, recebe uma vacina contra o HPV em 2010 como parte de um programa de vacinação em massa
Foto: Kyodo