Em reviravolta, japonês que vendeu mangá falsificado, não será mais processado 

Anuncie

O homem de 50 anos de Tóquio, foi  preso por vender um exemplar raro falsificado. Após quase um mês do caso, ele foi solto.

Um mangá muito procurado

O mangá foi vendido para um homem da província de Ishikawa por cerca de 180 mil ienes.

mangá

O japonês que vendeu a falsificação da Shonen Jump de estreia de Dragon Ball, disse que só vendeu por achar que o exemplar era verdadeiro.

mangá

O Ministério Público do Distrito retirou as acusações e não irá mais processar o homem por infringir direitos autorais.

mangá

Assine e receba os posts em seu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *