Cidade de Aomori será a primeira no nordeste do Japão a aceitar juramentos de parceria para casais LGBT

Os juramentos de parceria, que certificam casais LGBT e de minorias sexuais em um relacionamento equivalente a um casal, serão apresentados a esta cidade do nordeste do Japão em dezembro

Cidade de Aomori será a primeira no nordeste do Japão a aceitar juramentos de parceria para casais LGBT

Os planos foram revelados em comentários do prefeito da cidade de Hirosaki, Hiroshi Sakurada, na sessão de perguntas e respostas da assembleia geral da cidade no dia 11 de setembro. De acordo com o governo municipal, 57 governos locais já haviam implementado um esquema semelhante no final de agosto, mas a cidade de Hirosaki, na província de Aomori, será a primeira na região de Tohoku, no nordeste do Japão, a trazer o reconhecimento para os casais LGBT.

Para se qualificar para o juramento, os casais devem ser ambos adultos legais que residem na cidade ou planejam se mudar para lá, e um ou ambos os parceiros devem ser identificados como minoria sexual. Depois de enviar os papéis do juramento, os candidatos podem receber um certificado do Governo Municipal de Hirosaki.

Normalmente, os casais não casados ​​precisam de uma carta de advogado ou consentimento ao solicitar documentos como um certificado de residência ou imposto de renda em nome de seu parceiro, porém, no esquema, eles poderão realizar os procedimentos apenas apresentando o certificado de juramento.

O Governo Municipal de Hirosaki começou a reunir comentários públicos sobre a mudança desde 15 de setembro, e projetará a iniciativa com o objetivo de introduzi-la em dezembro. O governo municipal também começará a considerar a possibilidade de casais elegíveis para moradias administradas pela cidade, entre outros benefícios.