Bugs obrigam Japão a desligar temporariamente o aplicativo de rastreamento de contatos de vírus

O aplicativo foi criado para alertar as pessoas quando elas estiverem perto de alguém infectado com o novo coronavírus

Bugs obrigam Japão a desligar temporariamente o aplicativo de rastreamento de contatos de vírus
Desbravando o Japão

Parte da série Coronavírus, em 356 posts

O governo japonês prometeu corrigir, dentro de uma semana, os bugs que causaram o desligamento do aplicativo para rastreamento de contatos de coronavírus, disse o Ministro da Saúde. O aplicativo gratuito 新型コロナウイルス接触確認, lançado no dia 19 de junho, já havia sido baixado cerca de 3,71 milhões de vezes na manhã do dia 23. Segundo o ministro Katsunobu Kato, responsável pelo sistema, ele aceita erroneamente números de identificação não emitidos pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, disse o ministro em entrevista coletiva.

A questão forçou o Ministério a parar, temporariamente, o aplicativo de emitir quaisquer alertas. As pessoas que dão positivo para o novo coronavírus recebem os chamados “números de processamento” que o aplicativo usa para confirmar que estão com o vírus. Não se espera que o problema tenha causado alertas falsos, pois aqueles que inserem números de processamento inexistentes não são considerados como positivos pelo aplicativo.

O Ministério não emitirá números de processamento no momento e pretende lançar uma versão atualizada do aplicativo com correções, em uma semana. No entanto, o problema do número de processamento não é o único. Outros defeitos incluem a data errada do download sendo exibida, disse Kato. Ao ser instalado, o aplicativo entra em contato com outros smartphones, a uma distância de 1 metro, em encontros de 15 minutos ou mais, via Bluetooth, registrando automaticamente o evento e criptografam as informações.

O registro permanecerá em seus dispositivos por até 14 dias antes de ser automaticamente apagado. Se um usuário der positivo para o novo coronavírus e o paciente tiver se registrado no aplicativo, basta inserir o seu número de processamento, que outros usuários que tiveram contato com este infectado receberão um alerta. Para aliviar as preocupações com a privacidade, o registro de usuários com resultados positivos de Covid-19 não exige nomes, números de telefone e nenhuma informação pessoal.

Leia em Kyodo News (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também