Surge no Japão, durante a pandemia, a primeira máquina de venda automática operada com o pé

O novo sistema visa fazer com que suas mãos não toquem a máquina, mas será mesmo uma boa ideia?

Surge no Japão, durante a pandemia, a primeira máquina de venda automática operada com o pé

Nos últimos anos, a distribuidora de bebidas DyDo tornou-se líder em expandir os limites do que uma máquina de venda automática pode fazer, instalando sistemas de alerta de emergência em suas unidades e configurando-os como pontos de aluguel de guarda-chuva. Agora, a empresa está se adaptando às necessidades dos clientes durante a pandemia global, criando uma máquina de venda automática operada com o pé.

É um design simples, mas eficaz e incrivelmente fácil de usar. Tudo o que você precisa fazer é fazer sua seleção e usar o pé para tocar no número correspondente no painel de botões de três camadas na parte inferior da máquina. Preocupado em tocar naquele painel de plástico grande e possivelmente cheio de germes para retirar sua bebida da máquina? A DyDo também pensou nisso, instalando um pedal do lado direito, que abre a porta de plástico ao ser pressionada, permitindo que você alcance sem ter que tocar no painel.

É uma resposta inteligente e prática ao problema de perder vendas para pessoas que deixaram de utilizar as máquinas por medo de contaminação. E com o pagamento eletrônico, sem dinheiro físico, disponível nas máquinas, realmente não há necessidade de tocar com as mãos, ao usar o sistema operado com o pé.

No momento, a DyDo diz que seu novo sistema operado com o pé está apenas no estágio de conceito, então há uma boa chance de que consigam melhorar as características do modelo, se for aprovado para uso em todo o país.