12% dos jovens japoneses jogam videogames por seis horas ou mais

Uma pesquisa mostrou que 12% dos jovens, entre 10 e 29 anos, jogam em seus smartphone e videogames por seis horas ou mais em seus dias de folga da escola ou do trabalho

12% dos jovens japoneses jogam videogames por seis horas ou mais

A pesquisa descobriu que aqueles que jogam por longos períodos tendem a mostrar sinais de dependência, incluindo a incapacidade de parar, apesar do sofrimento mental e físico, e os jogos tendo impactos negativos em seus estudos ou trabalho.

A investigação foi realizada com o apoio do Ministério da Saúde pelo Centro Médico e de Dependência de Kurihama da Organização Hospitalar Nacional em Yokosuka, Prefeitura de Kanagawa. A pesquisa, a primeira do gênero, ocorreu depois que a Organização Mundial da Saúde decidiu reconhecer o distúrbio do jogo como uma condição médica em maio.

Cerca de 85% dos participantes da pesquisa jogaram Smartphone ou videogame no ano passado, com cerca de 80% usando smartphones para jogar.

Apenas 1,7% dos que jogaram menos de uma hora por dia durante a semana disseram continuar jogando apesar dos efeitos adversos em seus estudos ou empregos.

N16 - 08-01-2020
Foto: GETTY IMAGES