Policial é pego baixando vídeos do telefone de um suspeito

O caso aconteceu no ano passado, mas só agora a punição ao policial foi oficializada

Policial é pego baixando vídeos do telefone de um suspeito

O incidente ocorreu na Estação Nishiarai do Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio, quando o smartphone de um suspeito estava sendo analisado como prova. Concluído o procedimento, o policial do caso decidiu ir ao banheiro, ainda com o telefone do suspeito em mãos.

Aparentemente, um determinado vídeo com conteúdo sexual chamou sua atenção durante a análise e, usando a privacidade do banheiro, ele enviou o conteúdo do telefone do suspeito para o seu, usando o aplicativo de mensagens LINE.

Depois que o telefone foi devolvido ao suspeito, ele percebeu uma transferência no LINE feita sem sua permissão e relatou à polícia. A investigação que se seguiu conduziu ao policial, que foi repreendido no dia 9 de outubro. Como punição por adulteração de evidências, seu salário será reduzido em 10% pelos próximos três meses.

No entanto, como ele também enfrentava acusações criminais de “acesso não autorizado a computador”, ele voluntariamente renunciou no local. Ele também disse aos outros policiais que fez isso “por curiosidade”.