Empresas ferroviárias enfrentam problemas com fones de ouvido perdidos

As autoridades às vezes precisam fazer buscas nos últimos trens do dia. “É oneroso” coletar fones de ouvido caídos, disse um funcionário da JR East

Empresas ferroviárias enfrentam problemas com fones de ouvido perdidos

As empresas ferroviárias no Japão estão pedindo aos clientes que sejam mais cautelosos e não deixem cair seus fones de ouvido sem fio nos trilhos, devido à dificuldade de recuperar os pequenos dispositivos de áudio. Houveram cerca de 950 casos de fones de ouvido caídos, em 78 estações na área de Tóquio entre julho e setembro, representando um quarto de todos os casos de itens caídos, de acordo com a East Japan Railway Co., mais conhecida como JR East.

Os fones de ouvido sem fio frequentemente escorregam quando as pessoas entram e saem de um trem ou enquanto esperam por um trem em uma plataforma. De acordo com JR East, os funcionários geralmente usam uma ferramenta de agarrar para coletar objetos que caem sobre os trilhos. Mas é difícil para a ferramenta pegar um fone de ouvido, pois o dispositivo geralmente fica preso no cascalho.

A West Japan Railway Co., Keio Corp., Tokyu Corp. e outras operadoras ferroviárias no país também estão enfrentando casos semelhantes, pedindo aos passageiros que usem fones de ouvido sem fio com mais cuidado. JR East iniciou um projeto com a Panasonic Corp. para desenvolver um dispositivo do tipo aspirador de pó que coleta os fones de ouvido.

Testes em andamento na estação Ikebukuro da JR East mostram que o dispositivo pode coletar fones de ouvido muito mais rápido do que uma ferramenta de captura. Apesar da luta, Masakatsu Iijima, um oficial sênior da filial de Tóquio da JR East, pediu aos clientes que pedissem aos funcionários da ferrovia que recolhessem os itens caídos, ao invés de pegá-los sozinhos.