Maglev: Experimentando 500 km/h no novo trem do Japão

No dia 19 de outubro a JR Central revelou seu novo trem-bala maglev, conduzindo um grupo de repórteres ao longo de uma pista experimental a velocidades de até 500 quilômetros por hora

Maglev: Experimentando 500 km/h no novo trem do Japão

Parte da série Matérias Especiais, em 75 posts

A Linha Chuo Shinkansen deve ligar Tóquio e Nagoya em apenas 40 minutos e a JR Central espera iniciar as operações comerciais do maglev em 2027. Diz que a tecnologia do maglev ficou pronta em 2017, mas a empresa está fazendo melhorias e uma série de testes para aumentar o conforto dos trens.

O trem do teste era um modelo da série L0, com um design que reduz a resistência ao vento, economizando energia e reduzindo o ruído. Os assentos são capazes de dispersar a pressão do corpo, e são mais largos e mais confortáveis. Além dos racks superiores, há também espaço de armazenamento ao pé dos assentos para uma pequena mala e todos os assentos possuem portas USB.

Em pouco menos de três minutos, o trem atinge 500 quilômetros por hora. No final da pista a velocidade diminui para cerca de 150 km/h, e o trem muda de sua marcha flutuante, suspensa a cerca de 10 centímetros no ar por poderosos ímãs, para a marcha sobre rodas, o que aumenta a vibração.

Hiroshi Oshima, do centro de testes Yamanashi maglev, disse após o teste: “Consideramos que este é o melhor carro que pudemos criar até agora.”

Leia em The Mainichi (Inglês)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jaqueline Kuriu

Jaqueline Kuriu é praticante de Kyudo, a arqueria tradicional japonesa, e estudante de japonês. Atualmente mora em Tóquio, mas nasceu em Curitiba, onde se formou em Educação Física pela UFPR. Trabalhou com dança e atividades culturais, e realizou palestras sobre arte, música, cultura e viagens.

Veja também