A polícia se esconde em um santuário para pegar um ladrão que roubou 600 ienes

A operação elaborada da polícia durou mais de quatro horas, terminou com um policial tropeçando e outro aparecendo dos arbustos em um traje camuflado completo

A polícia se esconde em um santuário para pegar um ladrão que roubou 600 ienes

A operação da polícia ocorreu na cidade de Iruma, na província de Saitama, quando um homem foi visto entrando no terreno de um santuário local por volta das 22h30 do dia 16 de outubro. Ele se dirigiu a uma caixa de coleta contendo moedas, despejou o conteúdo na palma da mão e saiu andando como um homem rico. No entanto, ele não era rico e não foi muito longe, porque foi imediatamente atacado por quatro policiais estavam esperando por ele no escuro.

Enquanto os oficiais gritavam Keisatsu! Keisatsu! – Polícia! Polícia! – Outra figura sai correndo do quadro, vestida com uma roupa camuflada completa, coberto com folhas falsas. Segundo relatos, os policiais envolvidos na operação tiveram que se esconder por mais de quatro horas, pois era necessário que testemunhassem o crime para fazer a prisão.

Os oficiais certamente vieram preparados para a vigilância, cumprindo seu dever de proteger os cidadãos que respeitam a lei do país, e santuários dos ladrões. Então, quanto foi economizado, graças a esta operação policial elaborada? 665 ienes.

Depois de ser detido na noite de 16 de outubro, o ladrão desempregado de 30 anos foi preso novamente pela polícia de Saitama no dia 9 de novembro por suspeita de outros incidentes de furto. Visto que a polícia estava esperando por ele no santuário, é provável que o ladrão já tivesse invadido a caixa de coleta ou outras caixas de ofertório semelhantes na área.